Prodetur promove ciclo de lives para empreendedores do Turismo Náutico e Cultural

Um Ciclo de Lives de capacitações e assessorias técnicas dirigidas aos atores da cadeia do turismo da Baía de Todos-os-Santos será promovido a partir de hoje (27), no âmbito do Prodetur Nacional Bahia. O objetivo é auxiliar os empreendedores dos setores náutico e cultural na retomada das atividades turísticas e estruturar a Rede Baía de Todos-os-Santos (RBTS), aprimorando seus serviços e produtos.   

Realizado de forma virtual, sempre a partir das 17h, no YouTube, o ciclo é composto de cinco lives com temática diferenciada. A estreia terá como o tema “A importância da identidade e criatividade para o seu empreendimento”, abordado pela empreendedora social e consultora em Economia Criativa e Turismo, Karina Zapata, com mediação do consultor em Liderança Turística, Ricardo Cerqueira.    

A programação prossegue no dia 31 de agosto, com o tema ”Boas práticas para o fortalecimento de um destino turístico”, tendo como palestrante o professor de Administração da Ufba Horácio Filho e mediação de Rodrigo Lyra, do consórcio RBTS.   No dia 2 de setembro, o tema é “Fortalecimento do empreendimento através da experiência em rede”, com a guia e empreendedora em Turismo, Janaína de Melo, e mediação de Rodrigo Lyra. O tema do dia 4 é “A importância de conciliar o turismo e a preservação ambiental”, com a empreendedora em Turismo Vanessa Almeida e mediação de Larah Oliveira, do consórcio RBTS.   No dia 8, será a vez da doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente e mestra em Estudos Étnicos, Suely Conceição, abordar o tema “Sobrevivendo à crise: sustentabilidade no turismo, negócios e preservação ambiental”, com mediação de Rodrigo Lyra. A live final acontece no dia 11, com o tema “Construção da governança da Rede BTS: turismo e cidadania”, com Ricardo Cerqueira, e mediação de Rodrigo Lyra.     

O projeto Rede Baía de Todos-os-Santos tem como público-alvo empreendedores/empresas formalizados dos setores náutico e cultural, bem como grupos assistidos no programa Produção Associada ao Turismo (PAT), dos municípios da BTS. São seis as categorias principais: hospedagem, gastronomia, artesanato, manifestações culturais, empreendimentos náuticos e receptivos turísticos.