Praias de Salvador reabrem para banhistas

A Guarda Civil Municipal (GCM) iniciou uma nova etapa de fiscalização das praias de Salvador, com o objetivo de assegurar o ordenamento dos banhistas, coibir aglomerações e monitorar a reabertura desses espaços, que acontece de forma gradual, mediante uma série de protocolos sanitários. O órgão conta com equipes fixas e volantes espalhadas por toda a cidade. 

“A Guarda Civil entra numa nova etapa de ordenamento nesse momento de reabertura e de maior flexibilização. As praias da capital baiana ficaram fechadas por seis meses e nosso apelo é para que a população cumpra as determinações, de forma que todos possam curtir sem deixar de lado os cuidados com a própria saúde e de quem está ao lado”, destaca o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência da Prefeitura, Maurício Lima. 

Denominada de “Devagar, Devagarinho”, a operação da GCM se estende por 50km de orla e envolve 60 agentes, 12 viaturas e 6 motos. A iniciativa substitui à operação Tira o Pé da Areia, que aconteceu entre os meses de março e agosto, quando as praias permaneceram fechadas.   

Confira as regras de reabertura das praias de Salvador: 

– O distanciamento mínimo de 1,5m entre os frequentadores deve ser observado durante todo o período de permanência nas praias; 

– O uso de máscara é obrigatório para acesso e durante toda a permanência nas praias, inclusive durante a realização de atividades físicas, com exceção feita às atividades aquáticas, momento em que o distanciamento mínimo recomendado entre as pessoas deve ser de 2m; 

– Além da permanência na faixa de areia e no mar, são permitidas atividades esportivas individuais ou em duplas, desde que os participantes usem máscaras durante todo o período; 

– Fica vedada a prática de qualquer modalidade esportiva que envolva mais de quatro participantes, a exemplo de futebol, e de atividades que gerem contato físico; 

– Recomenda-se que para a realização de atividades com uso de bolas e equipamentos lançados, os praticantes devem higienizar as mãos antes do início da atividade e limpar adequadamente os objetos utilizados antes do início e durante os intervalos; 

– Não são permitidas atividades que gerem aglomerações como piqueniques, luaus, eventos, etc.; 

– Fica proibido qualquer forma de comércio ambulante nas praias, inclusive de alimentos e bebidas; 

– Fica proibido o uso de cadeiras, ombrelones, guarda-sóis, sombreiros, caixas térmicas, instrumentos musicais e equipamentos sonoros.