Parques públicos reabertos em Salvador

Em mais uma etapa da retomada das atividades na cidade, a Prefeitura autorizou, mediante respeito a protocolos sanitários, a reabertura dos parques públicos e praças municipais (algumas estavam fechadas), já a partir de segunda-feira (28). No dia 5 de outubro, também irão reabrir os restaurantes populares administrados pela Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre) em São Tomé de Paripe e Pau da Lima.

O prefeito ACM Neto anunciou ainda liberação de aulas de dança, desde que não haja contato físico, a partir desta segunda (28). O protocolo setorial prevê demarcação no chão dos locais reservados aos alunos e professores, para garantir o afastamento mínimo de 1,5m; uso de máscara o tempo inteiro; e proibição de ensaios, coreografias e apresentações que gerem contato físico ou redução do distanciamento social. O horário dessas aulas é o mesmo dos demais cursos livres, das 10h às 22h, de segunda a sábado.

Regras – Em relação aos parques administrados pela Secretaria de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) – da Cidade (Itaigara) dos Ventos (Boca do Rio) e Lagoa dos Pássaros (Stiep) -, o protocolo setorial determina o funcionamento de segunda a sexta, exceto feriados, das 6h às 17h, sem limitação de pessoas, mas com distanciamento mínimo de 1,5m entre os frequentadores. Fica proibido o comércio de ambulantes. Antes da reabertura, os funcionários e terceirizados precisam ser submetidos a testes para Covid-19. 

O uso de máscara é obrigatório durante todo o tempo de permanência nos parques, inclusive durante a realização de atividades físicas, que estão liberadas em caráter individual ou em duplas, respeitando o distanciamento de 1,5m entre as pessoas. Os equipamentos, academias de ginástica, brinquedos infantis e anfiteatros devem permanecer fechados.

Atividades que gerem aglomerações estão proibidas nos parques, como piqueniques, rodas de conversa, eventos, shows, atividades esportivas em grupo, visitas coletivas (a exemplo de excursões de qualquer natureza).

Alimentação – Em relação aos restaurantes populares, eles podem reabrir a partir do dia 5 de outubro, de segunda a sexta, das 11h às 14h, com acesso gratuito enquanto durar a situação de emergência (em tempos normais, a refeição custa R$1). Antes da reabertura, todos os funcionários e terceirizados devem ser testados para Covid-19.

As mesas devem ter ocupação máxima de quatro pessoas. O distanciamento social mínimo é de 2m entre os assistidos, quando estes estiverem sem máscara, no momento da refeição. Os funcionários dos restaurantes que preparam os pratos devem utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

Vale lembrar que, desde o início da pandemia, os restaurantes estão funcionando como pontos de distribuição de alimentos, sem permissão de acesso para refeição no local. Até o momento, a Sempre já distribuiu, desde março, mais de 560 mil refeições.

Foto – Bruno Concha/PMS/Secom