Andrea Velame

Lifestyle, Wedding and Decor

23
jun

Pé na Estrada + Toscana de Carro!

Viajar de carro é uma ótima opção para observar calma as particularidades das cidades italianas, veja um roteiro delicioso sobre quatro rodas:

1. Hospede-se em cidades pequenas ou no campo para entrar no clima bucólico da região.

2. Fuja das autopistas para curtir os vinhedos, campos de girassóis, ciprestes e povoados que aparecem pelo caminho.

3. Estabeleça bases estratégicas e faça viagens suaves de bate e volta (ao invés de fazer check-in e check out todo os dias).

4. Vá com calma: se você tem pouco tempo, escolha um pedacinho para curtir com calma. Toscana combina com slow travel.

.

Você tem duas opções deliciosas para desfrutar do melhor da Toscana. Para seguir o roteiro abaixo, você vai precisar de pelo menos dez dias. Se você tem menos tempo, foque nos roteiros 2 e 3, o “filé” da Toscana:

.

Base 1: Lucca

 

Apesar de ser menos famosa, Lucca é uma base mais confortável por ser menor e menos atribulada. Aos pés dos Alpes Apuanos (berço da minha famiglia, os Setti), ela tem um Centro Antigo cercado por uma muralha intacta, sobre a qual é possível caminhar e andar de bicicleta. Seu maior cartão postal é a Piazza Anfiteatro, linda e exótica, cercada por casarões em tons pastel.

 

Bate e volta: no caminho de Florença a Lucca você pode parar para dar uma espiadinha em Montecatini, que é uma graça. Reserve uma tarde para conhecer Pisa, que está a 20 minutos de carro de Lucca.

.

Base 2: Volterra ou San Gimignano

 

Ciprestes, vinhedos, campos e fazendinhas enfeitam o magnífico caminho entre Lucca e Volterra, uma cidadezinha solitária no topo de uma colina (e com vistas magníficas dos arredores) que abriga o maior conjunto de herança etrusca do país, a começar por boa parte da muralha original, do século 12. Outra opção para ter como base nessa parte da Toscana é a linda San Gimignano, famosa por suas torres, pela Gelateria di Piazza (uma das melhores do país) e pelo seu jeitinho absolutamente charmoso e impecável.

 

Bate e volta: o percurso entre Volterra e San Gimignano é magnífico, sobretudo se você contornar a Reserva Natural de Castel Vecchio. Reserve um dia inteiro para passar em Siena (40 min de San Gimignano ou 50 min de Volterra), famosa pela Piazza del Campo e por seu impressionante Duomo. Outro dia pode servir para percorrer um trechinho da estrada SS222 (entre Siena e Florença), também conhecida como Via Chiantigiana. Ela atravessa o coração de Chianti, a principal região produtora de vinhos do país, entre um mar de vinhedos cravejados com vilarejos fofos (como Panzano in Chianti ou Greve). Simplesmente imperdível.

.

Base 3: Montepulciano

 

Além de ser conhecida pelo Vino Nobile di Montepulciano, a cidade também é um espetáculo, com becos que desembocam em mirantes que se abrem para o Valdichiana.

 

Bate e volta: Montepulciano está posicionada entre dois hits toscanos: Cortona e Montalcino. Em direção a Montalcino, a estradinha SS146 tem tudo o que a Toscana tem de melhor em pouquíssimos quilômetros: vinhedos, abadias e povoados como Pienza. Reserve um dia para fazer esse passeio e outro para ir a Cortona, a cidade que virou celebridade com o livro Sob o Sol da Toscana.

 

1-Lucca  2.1-San-Gimignano  2-Volterra  3.1  3-Montepulciano  Toscana