Andrea Velame

Lifestyle, Wedding and Decor

08
out

Um olhar estético para O Coringa

A gente quer te propor um exercício estético: ir ao cinema ver assistir à Coringa com os olhos voltados para a direção de arte. O Coringa de Todd Phillips, com o magnifico Joaquin Phoenix no papel título é bem diferente de um filme inspirado nas HQs. E para contar a história de um dos vilões mais perturbadores das revistas e cinema, o longa-metragem explora os elementos estéticos, passando por uma cartela de cores “desconfortável” que deixam Gotham City um lugar decadente e triste, longe da ideia de que precisamos ser felizes para sempre.

Até mesmo o apartamento onde vive com a mãe – um prédio art déco no Bronx, em Nova York, onde o filme foi gravado, que já teve seu glamour – um local infeliz. Para o cenógrafo responsável pelo filme, Mark Friedberg, o melhore cenário, no entanto, é a sede da Hahas, empresa onde Arthur Fleck (Coringa) trabalha: uma loja de tapetes no Harlem. “É um ambiente estranho, mas por causa dessa realidade, não podia parecer muito estilizado”, diz.

O Coringa está em cartaz em Salvador nas seguintes salas: Espaço Itaú de Cinema – Glauber Rocha, Cine Daten Paseo, UCI Orient Shopping Barra, UCI Orient Shopping da Bahia, Cinemark, CineSercla e Cinépolis. E aí? Que tal assistir ao filme com esse olhar estético?